As tradicionais caminhadas de peregrinação da Irlanda são lindas e simbólicas

As peregrinações da Irlanda podem ser mais curtas do que a maioria, mas seu significado está profundamente enraizado na história e na fé do país.

As tradicionais caminhadas de peregrinação da Irlanda são lindas e simbólicas 1

As pessoas fazem peregrinações por diferentes motivos. O mais bonito é que uma peregrinação não tem nada a ver com a forma física de uma pessoa ou com quantos quilômetros de caminhada uma pessoa pode adicionar ao seu recorde pessoal (a menos que decida fazê-lo), trata-se de fazer uma conexão espiritual com a jornada e o destino. Quem já assistiu ao filme O Caminho sabe que caminhar uma distância tão longa apenas com a roupa do corpo e a companhia ao lado pode mudar a vida, em muitos mais aspectos do que apenas um.

A Irlanda, em particular, tem muitas caminhadas de peregrinação das quais visitantes e moradores locais podem participar. Algumas são mais populares do que outras, mas muitas têm raízes que remontam ao início da história do país, até mesmo ao santo padroeiro São Patrício, o próprio . Essas peregrinações levam os caminhantes pelas extensões mais amplas da Irlanda, passando por cidades e vilarejos e passando por lugares de importância histórica e espiritual, para mostrar um lado do país que poucos têm a chance de ver com frequência. Uma coisa é experimentar a Irlanda em um tour, outra é caminhar por suas terras mais sagradas e amadas.

Kerry Caminho

O Caminho de Santiago na Espanha é geralmente a primeira peregrinação em que as pessoas pensam quando ouvem ‘caminho’, que significa ‘caminho’, e o Kerry Camino foi realmente modelado a partir dessa mesma rota. Esta peregrinação pode ser encontrada no Condado de Kerry e leva os caminhantes até Dingle, especificamente até a Igreja de St. James. Leva cerca de três dias para concluir esta caminhada, o que a torna significativamente mais curta que o Caminho de Santiago, mas não menos significativa ou significativa.

O caminho em si segue os passos de St. Brendan, a rota seguindo Dingle Way o tempo todo. Ao longo do caminho, os caminhantes experimentarão grande parte da verdadeira beleza da Irlanda, do litoral à paisagem montanhosa, com muitos campos verdes e vales no meio. Dingle Way também abrange pequenas aldeias e cidades onde os caminhantes podem ter seu passaporte de peregrino validado, bem como descansar, conversar com os habitantes locais e fazer uma refeição. A Igreja de São Tiago, onde os caminhantes se encontrarão no final de sua peregrinação, foi dedicada a São Tiago de Santiago de Compostela, e foi assim que Dingle se tornou um importante ponto de partida para muitos irlandeses que se dirigiam ao norte da Espanha.

Croagh Patrick

A tradição de fazer a peregrinação de Croagh Patrick existe há 5.000 anos e também é uma das peregrinações mais populares do país. Esta peregrinação é um pouco diferente da maioria e envolve caminhantes escalando uma montanha que atinge uma altura de 2.500 pés e, tradicionalmente, é feita descalço. A tradição é simbólica como um ato de penitência e geralmente é realizada no último domingo de julho. Embora seja mais desafiadora do que outras peregrinações ou caminhadas, em geral, o aumento da popularidade em torno dessa peregrinação levou a alguma erosão no cume da montanha.

Se você está se perguntando por que tantos escalariam uma montanha sem sapatos, a resposta está em São Patrício, o santo padroeiro da Irlanda. Muitas pessoas fazem a romaria em sua homenagem, pois acredita-se que o padroeiro passou 40 dias no cume dessa mesma montanha, onde jejuou durante todo o tempo. Este também é o local onde se diz que São Patrício baniu todas as cobras da Irlanda, pois elas continuaram aparecendo durante seu jejum no cume da montanha.

O Caminho de Massa de Derrynane

O Derrynane Mass Path segue a história da Irlanda até os dias em que até mesmo dizer missa era ilegal e poderia resultar em sentença de morte para qualquer padre católico que fosse pego falando. Por causa disso, muitas pessoas seguiam por caminhos rurais até ‘pedras maciças’ onde podiam praticar sua fé em segredo. Os caminhos para as rochas maciças eram chamados de caminhos maciços e é isso que o Derrynane Mass Path representa hoje.

No Condado de Kerry, os residentes de Catherdaniel usaram esse caminho, especificamente, e tem quase seis quilômetros de extensão do início ao fim. O caminho em si é uma caminhada em loop, o que significa que segue um círculo em vez de ter um caminho de entrada e saída, e começa na Derrynane House, que pertenceu a Daniell O’Connell. O papel de O’Connell na Emancipação Católica Irlandesa é bem conhecido, e percorrer esta rota é tanto uma homenagem à história da Irlanda quanto à fé de seu povo e de todos aqueles que percorrem o Derrynane Mass Path.