Estas fotos do inverno no Central Park nos lembram porque amamos tanto

Quando você deve visitar o Central Park? A resposta certa é ‘sempre que puder’… mas o inverno transforma esta paisagem em algo verdadeiramente mágico.

neve caindo no central park

Sempre houve um lugar na cidade de Nova York onde o sol brilha um pouco mais forte, o cenário é um pouco mais verde e a atmosfera parece um pouco mais mágica: o Central Park.

De todos os lugares em uma das maiores cidades do país, o Central Park sempre teve uma reputação com moradores e visitantes, e por um bom motivo. Este pequeno pedaço do céu existe bem no meio de Manhattan e parece prosperar apesar da intensa e movimentada cidade que está constantemente se movendo ao seu redor. Uma vez que uma pessoa pisa neste parque, no entanto, tudo isso parece parar, pois o parque é lindo em toda a sua quietude e beleza. Claro, haverá uma buzina de carro distante ou o som de um trem por perto, mas o Central Park é o equilíbrio que esta cidade precisa para realmente existir com o melhor dos dois mundos, caos e paz.

Embora muitas pessoas digam que o Central Park é o mais bonito quando as folhas mudam ou quando a paisagem está mais verde, é fácil esquecer como o inverno pode ser deslumbrante em um lugar como este. A quietude é levada a um nível totalmente novo e tudo tem tons de marrom, branco, cinza e aparentemente cintilante dependendo da hora do dia. Acrescente um pôr do sol de inverno e, de repente, o Central Park se torna o destino de inverno mais bonito do mundo.

Há serenidade em seu cenário coberto de neve

Quando a neve espessa e densa (do tipo que cai em flocos três vezes o tamanho normal) desce e cobre o Central Park, nada como testemunhar a vista em primeira mão. Antes de ser percorrido e pisado, quase se pode acreditar que eles nem estão no meio de uma cidade lotada de centenas de milhares de pessoas.

Uma vez que o lago tem uma camada de água congelada por cima, é quase como um vidro em sua aparência, fazendo com que todo o resto pareça muito mais intocado. Numa cidade onde nenhum recanto ficou por explorar, é quase um milagre ser um dos primeiros a ter a oportunidade de passear pela neve recém-caída deste parque.

Assistindo de longe

Se você tiver a chance de assistir à queda de neve enquanto já está no parque, esse é um momento tão especial. Com muitos lugares para se abrigar durante a tempestade, por assim dizer, nada como observar rajadas ou grandes flocos descem do céu enquanto descem para cobrir o solo com uma camada de pó.

Até mesmo pegar o Central Park pouco antes do pôr do sol é uma experiência mágica. À medida que anoitece, postes de luz antiquados iluminam seu caminho enquanto você fica livre para apreciar os arredores cobertos de neve. Cada árvore parece um pouco mais acolhedora com uma camada de neve fresca no topo e cada caminho um pouco mais divertido de percorrer enquanto você deixa rastros de botas atrás de você, observando sua respiração sair em rajadas nubladas contra o frio do ar frio da noite de inverno .

Nas primeiras horas do dia, é um ótimo lugar para tirar um momento para si mesmo. É fácil esquecer como os arranha-céus de uma cidade podem ser lindos, especialmente durante o inverno, quando tudo fica tão cinza e monótono. Não na cidade de Nova York, no entanto – de alguma forma, esses edifícios se destacam como obras de arte altas e imponentes contra um pano de fundo branco como a neve, em vez de parecerem frios e pouco convidativos.

Cada dia parece diferente no Central Park e não é apenas devido às mudanças sazonais. Cada hora do dia difere à medida que o dia se transforma em noite, o que significa que, às vezes, toda essa neve pode assumir uma tonalidade azul ousada. Cada sombra parece ter uma cor e os reflexos dos postes de luz próximos aquecem cada canto escuro apenas o suficiente.

Mesmo em preto e branco, o Central Park parece um lugar de outro mundo. As árvores que ladeiam a trilha mais proeminente do parque parecem se estender até o céu em comprimentos insondáveis, enquanto a névoa brilhante das lanternas de ambos os lados chama como faróis para aqueles que estão prontos para explorar a paisagem congelada.

É fácil esquecer onde você está com um pôr do sol de inverno como este. Tirada do mesmo local, uma foto como essa pode ser facilmente confundida com uma pintura em aquarela em toda a sua natureza surreal. Pegar esse brilho laranja nem sempre é fácil em uma cidade como esta, mas do Central Park, é nada menos que uma obra-prima da Mãe Natureza.