Motivos para não dormir sem escovar os dentes

Sabemos que a escovação é importante para a saúde bucal e esquecer de escovar os dentes é um ato que não deve estar na nossa rotina, porém pior do que esquecer é deixar que isso ocorra no período onde a boca está mais vulnerável às bactérias: a hora de dormir.

Muitas doenças estão relacionadas à falta de higiene bucal e esse hábito ocorre desde a infância. A má alimentação também é outro fator, porém se a limpeza estiver bem feita, as doenças surgem em menor proporção. 

Motivos para não dormir sem escovar os dentes
Motivos para não dormir sem escovar os dentes 5

O que acontece se dormir sem escovar os dentes?

A noite é o intervalo de tempo no qual se saliva menos.

Tendo isso em vista sabemos que menos saliva irá fazer com que nossa boca seque, assim as bactérias que ficaram acumuladas durante o dia sem serem escovadas e limpas já estarão maduras, produzindo uma quantidade massiva de ácido.

Durante o sono, se estivermos sem escovar os dentes, a proliferação de bactérias será altamente nociva e quando esse “esquecimento” se torna um hábito, o risco de doenças bucais sérias chegam a ser maiores. 

Por esse motivo visite o seu dentista regularmente, procure sempre estar fazendo uma limpeza, um check-up para evitar possíveis problemas futuros.

Procure saber sobre o odonto empresarial, assim obtendo uma série de benefícios que podem tornar os cuidados com a boca mais em conta, se encaixando no orçamento mensal sem grandes mudanças.

Tais informações podem ser úteis, pois uma das principais reclamações em relação aos serviços de dentista e periodontista está relacionada ao valor, por isso busque entender como funciona o plano odontológico da empresa onde trabalha.

Muitas doenças se cuidadas a tempo podem ser evitadas e, assim, além de evitarmos problemas de saúde, também é possível tratar os problemas financeiros. 

Quais doenças bucais podem se manifestar? 

Motivos para não dormir sem escovar os dentes 1
Motivos para não dormir sem escovar os dentes 6

Existem muitas doenças que podem aparecer com o tempo e ausência de higiene bucal, algumas que podem ser facilmente tratáveis, outras que dependendo da gravidade podem até levar a perda do dente.

Mas, afinal, quais são essas doenças? Vamos conhecer um pouco sobre elas!

  • Cárie;
  • Tártaro;
  • Gengivite;
  • Periodontite.

Saiba mais sobre as doenças mencionadas abaixo:

  1. Cárie 

A cárie é uma doença crônica causada por microorganismos de causa multifatorial. Ela acontece após o ácido corroer a superfície do dente tornando-o poroso, com aspecto esbranquiçado.

Engana-se quem pensa que a cárie inicia-se com um ponto preto. Quando o dente está com esse aspecto é porque a cárie já está em um nível avançado.

A doença começa com uma mancha branca, tendo chance de um tratamento reversível. Ao evoluir, começa a escurecer, podendo ser necessário restaurações.

Em casos mais complexos o paciente pode principiar a ter dores, chegando no ponto de precisar fazer o tão temido “canal” que é quando a cárie atinge o nervo do dente, causando até a perda do mesmo.

O plano dental empresarial pode ser uma forma de manter o tratamento contra as cáries menos caro, fornecendo descontos nos procedimentos.

  1. Tártaro

Antes de falarmos sobre o tártaro, precisamos explicar sobre a placa bacteriana, que é formada a partir dos restos alimentares que ficam acumulados nos nossos dentes.

A placa bacteriana é facilmente removível, desse modo, fazendo o uso de uma boa escovação ela sai completamente. Entretanto, se acumulada ela se calcifica através das bactérias e da saliva, formando assim o tártaro. 

O tártaro é uma placa dura e amarela que cobre todo o dente, atingindo ainda mais a parte lateral e inferior do dente. Ele tem um aspecto áspero, causa mau hálito e escurecimento dos dentes. 

O tratamento consiste apenas em uma limpeza com o profissional dentista. Em casos mais extremos pode causar outras enfermidades mais sérias como gengivite e periodontite que falaremos mais abaixo.

Se estiver tendo problemas com tártaro e possui uma empresa busque plano odontológico para cnpj, assegurando bons descontos ou cobertura total do convênio para procedimentos mais simples. 

  1. Gengivite 

A gengivite é naturalmente percebida ao escovar os dentes, pois ela tende a ter uma sensibilidade incomum. Percebe-se uma vermelhidão e um inchaço que não se tinha antes. 

Outro sintoma perceptível é que, ao passar o fio dental, ela começa a sangrar causando um incômodo. 

Por fim, a gengivite é a inflamação da gengiva causada pela placa bacteriana e o tártaro não tratado. 

O tratamento consiste em uma boa escovação e limpeza com o profissional dentista, porém em casos mais graves ela pode evoluir para uma periodontite. 

  1. Periodontite

A periodontite é a consequência do não tratamento da gengivite que falamos anteriormente. 

Como a gengivite é a inflamação das gengivas, ela não tratada passa a evoluir para os tecidos, ligamentos e ossos, ficando ainda mais grave a cada “evolução”. 

Os sintomas passam a se intensificar e o sangramento das gengivas não passa a ser apenas nas escovações, pois a sensibilidade fica ainda maior.

Na periodontite surge uma bolsa de tártaro dentro da gengiva onde o tratamento consiste com um profissional periodontal, onde ele fará um processo cirúrgico de raspagem para remoção do tártaro. Em casos mais graves, a pessoa pode perder os dentes.

Agora que já sabemos a importância da escovação  dos dentes noturna, vamos descobrir como devemos escovar os dentes corretamente e quantas vezes ao dia precisamos estar mantendo nossos dentes limpos.

Devo escovar os dentes corretamente quantas vezes ao dia?

Motivos para não dormir sem escovar os dentes 2
Motivos para não dormir sem escovar os dentes 7

Devemos escovar os dentes pelo menos 3x ao dia de acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), período no qual fazemos as principais refeições. 

Para escovar os dentes da forma correta, primeiramente temos que usar uma escova de cerda macia, haste lisa e cabeça pequena pois evita contaminação e de machucar a gengiva.

Encostar a escova nos dentes no ângulo de 45 graus, passando por cada canto da dentição por pelo menos 30 segundos cada dente.

Passar o fio dental entrando como se estivesse abraçando a gengiva, em um movimento de vai e vem. Enxaguar bem a boca. 

Também é importante usar uma quantidade suficiente de pasta com flúor, fio dental e enxaguante bucal sem álcool, dessa maneira manteremos nossa higiene bucal em dia e nossa saúde impecável. 

Motivos para não dormir sem escovar os dentes 3
Motivos para não dormir sem escovar os dentes 8

Para obter tratamentos e procedimentos com valor mais acessível, procure um convênio odontológico para mei, assim não será necessário deixar os cuidados com a boca de lado por questões monetárias.
Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.